O que você quer ser quando crescer?

Eu estava lendo o comentário da Cel. Ela diz que mesmo havendo vivido tanto, se vê acreditando que ainda há tanto a ser feito… Pensando nisto, resolvi colocar o texto a seguir. Realmente, Cel, há muito ainda a ser feito, a ser vivido, a ser aproveitado por cada um de nós… Que descubra sempre novas oportunidades, novos caminhos, novos prazeres, novas vidas dentro de si mesma. Eis o texto:

O QUE VOCÊ QUER SER?

“A imaginação é a maior pipa que se pode empinar”. Lauren Bacall.

Tive um daqueles momentos felizes e inesperados há algumas semanas. Estava no quarto trocando a fralda de um dos bebês, quando nossa filha de cinco anos, Alyssa, entrou e pulou na cama ao meu lado.

_ Mamãe, o que você quer ser quando crescer? – perguntou.

Achei que ela estava fazendo algum jogo imaginário e, para entrar na brincadeira, respondi dizendo:

_ Humm. Acho que gostaria de ser mãe quando crescer.
_ Você não pode ser isso, porque você já é mãe. O que você quer ser quando crescer?
_ Está bem, talvez eu seja pastor de igreja quando crescer – respondi a segunda vez.
_ Mamãe, não, você já é isso!
_ Desculpe-me, querida – eu disse. _ Mas então não estou entendendo o que eu devo dizer.
_ Mamãe, só responda o que você quer ser quando crescer. Você pode ser qualquer coisa que quiser!

A esta altura eu estava tão enternecida com a experiência que não pude responder imediatamente. Alyssa desistiu e saiu do quarto.

Esta experiência – esta minúscula experiência de cinco minutos – tocou fundo dentro de mim. Fiquei emocionada porque, aos olhos jovens de minha filha, eu ainda podia ser qualquer coisa que quisesse ser! Minha idade, minha carreira atual, meus cinco filhos, meu marido, meu diploma, meu mestrado – nada disso tinha importância. Aos seus olhos jovens eu ainda podia sonhar e tentar alcançar as estrelas. Aos seus olhos jovens meu futuro ainda não havia acabado. aos seus olhos jovens eu ainda podia ser astronauta, pianista, ou até mesmo cantora de ópera, talvez. Sob seus olhar jovem eu ainda tinha que crescer mais e tinha muito “ser” sobrando em minha vida.

A verdadeira beleza daquele encontro com minha filha foi quando percebi que, com toda sua honestidade e pureza, ela teria feito a mesma pergunta a seus avós ou a seus bisavós.

Já foi escrito: “A mulher velha que irei me tornar será bastante diferente da mulher que sou agora. Outro eu está começando…”.

Então, o que você quer ser quando crescer?

Rev. Teri Johnson

*****

Recebi ontem um e-mail, que me deixou muito feliz. Eis o teor do referido:

Gostei muito do “Simples Coisas da Vida”; era o que eu estava precisando naquele momento: energia positiva e relatos de como viver a vida sem deixar que o dia-a-dia se torne uma rotina, que existem pessoas que dependem de um sorriso meu ou mesmo de um gesto de carinho.

Visitar este site foi como ganhar uma pilha nova e voltar a viver com todo vapor.

Já indiquei o mesmo a várias amigas que estavam na mesma situação que eu.

E mais uma vez meus parabéns e saiba que por meio deste blog você, de certa forma, tem ajudado muitas pessoas a sentirem novamente o interesse pela vida.

Espero que continue colocando novos simples relatos, pois este blog se tornou “especial”.

Lúcia

Nota: eu, Cirilo Veloso Moraes, é que agradeço a todos vocês por fazerem parte de minha vida. É um imensurável prazer poder compartilhar pensamentos com cada um de vocês.

Deixe um comentário