Quando me amei de verdade…

Quando me amei de verdade, pude compreender que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa. Então pude relaxar.

Quando me amei de verdade, pude perceber que o sofrimento emocional é um sinal de que estou indo contra a minha verdade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que aconteceu contribuiu para o meu crescimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma coisa ou alguém que ainda não está preparado, inclusive eu mesmo.

Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável. Isso quer dizer: pessoas, tarefas, crenças e qualquer coisa que me pusesse pra baixo. Minha razão chamou isso de egoísmo, mas hoje eu sei que é amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer meu tempo livre e desisti de fazer planos distantes. Hoje faço o que acho certo e no meu próprio ritmo. Como isso é bom!

Quando me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão, e com isso errei muito menos vezes.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Isso me mantém no presente, que é onde a vida acontece.

Quando me amei de verdade, percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar, mas quando eu a coloco a serviço do meu coração ela se torna uma grande e valiosa aliada.

K. e A. McMillen

===================================================

News:

Meu primo (que mais é meu irmão), Nuno, será o técnico de natação da seleção brasileira que irá para o Sul Americano. Hoje à tarde ele já viaja para o Uruguai. Dá-lhe, grande Nuno!!! Ele merece. Parabéns!!!

Comentários

  1. ana disse

    nunca faça uma pessoa sofrer por que assim que vc nao quer que alguem faça vc sofrer os outros tambem nao querem,

  2. Li de Oliveira disse

    Realmente quando aprendemos nos amar antes de qualquer coisa, tudo fica mais facil, e valoroso. Se vc não se amar quem é que vai fazer?
    Parabéns para seu primo! Que ele alcance os objetivos!! Beijos.

  3. Veridiana disse

    Oi CIRILO lindo esse texto, e muito verdadeiro!
    A principal coisa em se amar e se respeitar e não violar os nossos princípios!
    Agindo assim tudo fica bem melhor!
    Um xêro de jasmim, e beijokinhas docinhas em seu adorado coração!

  4. Gabriel Xavier disse

    Cirilo. Eu mudei meu template, coloquei aquele normal, apenas por enquanto. Mais eu passei por aqui pra te desejar boa sorte, não so nessa “prova” mais em tudo o que vc for fazer. Pois vc é uma grande pessoa, tem carater e é um grande amigo!. Bom… parabéns! É isso aí, estou apressado, porq minha conexão ta muito lenta. Depois eu venho aqui pra ler mais algumas coisas dessa MARAVILHOSA reliquia! “SIMPLES COISAS DA VIDA”

  5. Cirilo Veloso Moraes disse

    É, Eugênia, já moramos juntos por muito tempo… Eu e meus três primos somos mesmo irmãos. Família unida pra valer… Xêro. Quanto à taty ela deve ter se enganado, ou, talvez, esteja falando de outro texto, qual seja o que está aqui no blog atribuído ao Roberto Freire. Bem, vamos esperar o posicionamento dela, ou então o contato pelo msn ou e-mail. Até.

  6. eugênia disse

    Oi Cirilo! Amei receber sua visita lá no fala alma e chegando aqui vejo parte de um escrito de um livro que AMO DE PAIXÃO e que fica dentro da minha bolsa!
    O nome do livro é: Quando me amei de verdade. É pequeno, no formato de bolso,com 96 páginas e é um livro que encanta pelas frases(são 70) simples com significados fortes e que tocam o fundo da alma.Esse livro mostra a importância do amor.
    Uma das frases que mais gosto:
    “Quando me amei de verdade, o meu lado impulsivo aprendeu a esperar pelo momento certo. Então eu me tornei lúcida e corajosa” que está na página 6. É a frase que gosto mais pq me ajuda a viver bem melhor, já que sou um tanto impulsiva!!!
    Interessante….lemos as mesmas coisas!!Lá no meu blog, o que eu tinha postado, vc já tinha postado aqui tb há algum tempo,como vc disse.
    Vc tem razão quanto aos autores, são mesmo: Kim McMillen & Alison McMillen, e afirmo com certeza, pois tenho o livro. Taty deve ter se enganado ao achar que foi a tal MARTHA quem escreveu…Essas coisas acontecem…
    Vc é bastante calmo e educado, achei fantástica a maneira como vc a corrigiu, e tenho certeza de que vc sabe quem são os autores verdadeiros, rs.
    PARABÉNS por seu primo Nuno, que maravilha ele ter a oportunidade de participar das Olimpíadas em ATENAS.Não o conheço, mas só por ser seu quase irmão, com certeza, merece.Agora vamos torcer pra que ele tenha sucessos e alcançe vitórias por lá.
    abraços

  7. Pernambaiano disse

    Muito bom esse texto, tudo depende do autoconhecimento e a auto-aceitação mesmo. Primo Técnico da seleção de Natação?! Isso quer dizer que teremos notícias exclusivas e em primeira mão da nossa equipe olímpica aqui nesse blog?! Massa! Boa sorte, pra ele, pro Brasil!!

  8. Cirilo Veloso Moraes disse

    Obrigado, Taty… Não sabia que era da Martha. Mas afinal, será que é mesmo dela? Será que tens certeza? Pergunto isso porque para mim é de Kim e Alison Mcmillen. Que tal verificar?

  9. Taty disse

    A crônica é da Martha, está em um livro de crônicas dela e no coluna do terra onde ela publica toda a semana, tem um link no meu blog para o site! Beijos para você!!!

  10. Alê disse

    Oi Cirilo, faz tempo que não passo por aqui, mas como sempre seu blog continua incrível.
    Parabéns, e também ao seu primo-irmão, que ele ajude o Brasi a trazer medalhas… =)
    Bjs

  11. Nessa disse

    Ci..Lindo esse texto, aliás como sempre neh, mas tp, eh dificil para as pessoas aprenderem que é muito importante esse tipo de amor!! Ah e parabéns ao teu primo, Nuno, muita sorte e eu vou ficar torcendo pela seleção e por ele!!Bjos

Deixe um comentário