Sete dicas sobre relacionamento.

Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa: Ah,terminei o namoro… ‘Nossa, quanto tempo? Cinco anos… Mas não deu certo… acabou’ É não deu… Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida é que você pode ter vários amores.

Hoje, no alto dos meus 33 anos e tiozão, não acredito muito que os ‘opostos se atraem’. Porque sempre uma parte vai ceder muito e se adaptar demais. E sempre esta é a parte mais insatisfeita. Acredito mais em quem tem interesses em comum. Se você adora dançar forró, melhor namorar com quem também gosta, se você gosta de cultura italiana, melhor alguém que também goste. Freqüentar lugares que você gosta ajuda a encontrar pessoas com interesses parecidos com os seus. A extrovertida e o caretão anti-social é complicado e, depois, entra naquela questão de um querer mudar o outro… ui! Pessoas mudam quando querem. E porque querem. E pronto. E demora!

Cama é essencial! Aliás pele é fundamental. E tem gente que é mais sexual, gente que é mais tranqüila. O garanhão insaciável e a donzela sensível, acho meio estranho. Isto causa muitas frustrações e dá-lhe livros de auto-ajuda sobre sexo. Assim como outras coisas, cada um tem um perfil sexual. Cheiro, fantasias, beijo, manias, quanto mais sintonia, melhor.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos esta coisa completa. Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama. Às vezes ele é carinhoso , mas não é fiel. Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. Às vezes ele é malhado, mas não é sensível. Tudo nós não temos. Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.

Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona… Acho que o beijo é importante… e se o beijo bate… se joga… senão bate… mais um Martini, por favor… e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não lute, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos. Mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, pressão de família? O legal é alguém que está com você e por você. E vice versa. Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento. Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo. E nem sempre as coisas saem como você quer. A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível. Na vida e no amor, não temos garantias. E nem todo sexo bom é para namorar. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.

Enfim… quem disse que ser adulto é fácil?

Por Christian Pior

**********

E você, tem dicas sobre relacionamento? Que tal compartilhá-las conosco? Elas podem fazer parte de um próximo post aqui no “Simples Coisas da Vida“. Um post coletivo, com várias dicas, opiniões, vivências. Sua participação é muito importante. Abraços.

Sonho de Amor – Liszt

Comentários

  1. Giovana disse

    Christian…no alto dos meus 40ntinha…vejo que teus pensamentos e seu texto tá show! Parabéns…tomara que na tua realidade use a teu favor…abração!

  2. MICHAEL STREICH disse

    Hola seu comentario ta muito bom, gostei msm, no amor nao temos garantía, agora, gostaria saber como posso traducir tudo isto para o castelhano para amigas que moran nas pequeñas ciudades do Paraguay, aonde elas sao traídas, por ter um bom coração e ser humildes, se vç pode dar uma ajuda para mim vai ser muito legal mesmo..Obrigado. ( ME DISCUPA SE TENHO ERRO ORTOGRÁFICO TÁ ? )…

  3. sonia vieira da cunha disse

    perfeito!!e por acaso…tenho um “caso” que a pele não me deixa escolher “outra”… pele..hahaha..depois de 14 anos e ainda só de olhar, dá “vontades” e é sempre bom…porque desistir??e a energia que fica me sustenta pra enfrentar muitas coisas…muito bom!!

  4. graça disse

    olá cirilo.
    gostei do conteúdo da matéria, por ser tão realista e vale a pena pensar como você. assim a gente sai vencedora e alegre mesmo estando sozinha sem alguém. a auto estima nasce de dentro de nós e só assim podemos nos dirigir para quem gostamos. a autoconfiança é muito importante. aceitar nossos fracasso e erros, decepções, são formas de amadurecermos na vida… é bom sorrir mesmo estando a perder numa relação, mesmo ficando sozinha(o). parabéns cirílo. você é um genio.
    bjos.

  5. Patricia disse

    Pois é msm por aí, seu ponto de vista está correto! Eu vivia um relacionamento de 14 anos super apaixonados “apesar do tempo”, mas quando descobri que ele estava começando a ser infiél, tratei de deixá-lo, msm ainda o amando muito, afinal de contas todo mundo merece ser feliz como e do modo que quiser e com quem quiser. Se ele está querendo curtir outras experiências quem sou eu pra impedir? só achei que sendo assim eu não poderia fazer parte disto. Se um dia ainda existir amor e o msm resistir ao tempo, quem sabe em uma outra ocasião!!!
    Adorei seu texto
    um grande abraço

  6. Mirian disse

    Viver é bom… Viver sem ilusão é ser livre… O texto nos leva para um amor sem gaiolas, simplesmente o amor por nós mesmos em primeiro lugar. Beijos.

  7. larissa disse

    Assino embaixo! Tudo o que é sincero e honesto na vida, tem começo, meio e fim. É assim com sentimentos! Agora, claro que você pode casar e permanecer assim pro resto dos seus dias. Mas e a felicidade? Casamento pode até durar para sempre; casamento feliz não. E a compatibilidade é essencial. Nada de opostos. A atração que dura mais que um estralar de dedos, é aquela entre semelhante e semelhante!
    Bjs!

  8. Déa disse

    Seu texto é muito bom. E seu ponto de vista é super coerente. Parabéns meeeeeeeeeesmo. Concordo com absolutamente TUDO.
    Beijos

  9. Patty disse

    Tb não conhecia esse texto do Christian.
    Concordo que os opostos definitivamente não se atraem. Pode até ser que no início o casal pense que está dando certo pelas diferenças, mas depois um começa a querer mudar o outro e a coisa complica. Mesmo em casais que dão certo esse tipo de cobrança acontece. Imagina quando há várias diferenças então?
    Afinidades é essencial e em todas as áreas, todos os gostos, objetivos e opiniões.
    Beijooos

  10. Hermínia Nadais disse

    De todas as coisas que se lêm normalmente retemos o que mais gostamos… Eu gostei de muitas coisas, tem muitas ideias geniais, que bom se muita gente interiorizar…

  11. Lulu on the sky disse

    Ci,
    Não conhecia esse texto do Cristian Pior mas concordo em gênero, número e grau. A parte mais complicada de um relacionamento é saber lidar com as diferenças e defeitos do parceiro(a), nem todo mundo aceita, ambos os lados precisam aprender ceder. Muito show.
    Qto a quimica.. bem.. rsrs
    Big Beijos

  12. DO disse

    Foi o Pior mesmo quem escreveu istO?? Rsss…to meio bestificado,pois ELE TEM RAZÃO !!

    Rsss
    Grande abraço,CIRILO!

  13. Paula Camargo disse

    Às vezes é muito dificil aceitar o final de uma relação mesmo quando vc é a parte que perdeu o interesse.
    Por um outro lado em um relacionamento duradouro a “cama” se torna um ponto delicado, muitos não dão mais a mesma atenção para o sexo que, concordo, é importantíssimo! nesse aspecto considero a surpresa um metodo muito bom para apimentar uma relação monótona.
    E se gostar dói, ainda considero essa dor infinitamente melhor que a falta dela, quando dói nos sentimos vivos! E quando a dor passa… fica um vazio..

  14. Carla disse

    Cirilo,
    Relacionamentos, em geral, são complicados, por mais “ligado” que o casal esteja.
    Depois de quase vinte anos de casada e alguns namoros depois do divórcio, acho que namorar é a solução, pelo menos pra mim: cada um na sua casa, com suas manias, com suas coisas, com seu espaço!
    E o que rolar vem legal!
    Bjao e otimo findi.

  15. Murdock disse

    Isso de simples não tem nada, heim?
    Eu vivia dando uma de conselheiro sentimental mas desisti. Cansa e, se eu mesmo não ajeito minha vida, como vou ajudar os outros?
    Na verdade, ajeitei sim, liguei o foda-se. Quem vier com drama agora, vai chorar na cama que é lugar quente!
    Abr

Deixe um comentário